Travesseiro certo, saiba como escolher o seu

Travesseiro certo. Ele é um item indispensável para uma boa noite de sono e influencia diretamente na sua saúde. Saiba escolher o seu, e tenha bons sonhos.

Sabe aquele desconforto ao levantar da cama, com dores no corpo e na cervical ? Nem sempre a culpa é só do colchão. O mal uso do travesseiro pode provocar uma tensão nos ligamentos e nos músculos do  pescoço. Segundo a pesquisa do Instituto do Sono da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), mais de 80% dos brasileiros usam o travesseiro de forma errada.
Travesseiro ideal
Travesseiro ideal
Os especialistas apontam duas posições como as corretas para dormir: de lado ou de barriga para cima. Em ambas, é necessário mais um travesseiro entre os joelhos ou abaixo deles. Para quem dorme de lado, o travesseiro tem de preencher o espaço entre a ponta do ombro e a orelha. Quem dorme com a barriga para cima, precisa de um travesseiro mais baixo e macio, apenas para apoiar a cabeça e não forçar a cervical. Para quem dorme de barriga para baixo recomenda-se o uso de um travesseiro bem baixinho.
Na hora de fazer a compra, as diversas opções podem até gerar confusão na cabeça do consumidor, mas algumas dicas para comprar travesseiro podem facilitar a escolha. Apesar de ser primordial, não é só o conforto que conta nessa hora. Analise o material de que é feito o travesseiro, a altura e considere também se ele se adapta às suas necessidades e seus hábitos. Ele não pode ser mole demais e nem muito duro, mas firme,  para que possa moldar sua cabeça e pescoço sem tantas deformações do material.
Trocar o travesseiro após longo período de uso é importante.
Além da deformação que é normal após longo uso do travesseiro outro  motivo para a troca de travesseiro é que ele é o principal esconderijo de microorganismos, que causam conjuntivite, eczema, espirros, coceira e asma. Após um ano de uso, ácaros vivos e mortos e suas fezes representam 10% do peso do travesseiro. O ideal é usar um travesseiro anti-ácaro, mesmo que não haja predisposição à alergia. O prazo de validade de um travesseiro varia de dois a três anos, dependendo do fabricante, e leva em conta a capacidade que o material de preenchimento tem de voltar à sua forma original.
Veja as dicas dos especialistas e tenha uma boa noite de sono:
– O material interno do travesseiro deve permitir que a cabeça “afunde” levemente e mantenha a cervical na posição natural. Ele deve ficar encaixado entre o ombro e a orelha e servir como um apoio e não como uma pressão que “empurra” a cabeça para cima.
– Deixar o braço embaixo do travesseiro prejudica o alinhamento da coluna e pode causar problemas de circulação, uma vez que o peso sobre o braço acaba por comprimir algumas veias e nervos.