Incontinência Urinária-Causa pode ser fraqueza muscular do assoalho pélvico

urina
Caracterizada pela incapacidade de segurar a urina, a incontinência urinária atinge 10 milhões de brasileiros de todas as idades, sendo duas vezes mais comum no sexo feminino, afirma a Sociedade Brasileira de Urologia.
Mulheres, crianças e idosos sofrem mais com o problema, que pode ser prevenido e tratado com exercícios ou cirurgia, nos casos mais graves.
O assoalho pélvico é um dos grupos de músculos do corpo que sustenta sua bexiga, intestinos e útero.
pelve
Localizado entre suas pernas, os músculos do assoalho pélvico têm um formato em arco e vão desde seu osso púbico na parte frontal até a base da coluna nas costas. Quando esses músculos ficam frouxos ou pouco fortalecidos, podem acontecer vazamentos involuntários da bexiga ou do reto. Por isso, exercícios para fortalecer o assoalho pélvico devem ser feitos todos os dias.
Os três tipos principais de incontinência urinária são:
Incontinência de esforço – ocorre durante algumas atividades, como tossir, espirrar, rir ou realizar exercícios.
Incontinência de urgência – envolve uma necessidade súbita e forte de urinar, seguida de uma contração instantânea da bexiga e a perda involuntária de urina. Não há tempo suficiente para chegar ao banheiro quando você percebe que precisa urinar.
Incontinência de sobrefluxo – ocorre quando a bexiga não se esvazia por completo, o que leva ao gotejamento.
Incontinência mista – envolve mais de um tipo de incontinência urinária.
Cinco exercícios  simples  para o músculo do assoalho pélvico:
Contraia os músculos lentamente apertando seu ânus e puxando sua vulva para dentro. Segure contando lentamente até 10 (ou o máximo que conseguir), depois lentamente relaxe os músculos. Repita 10 vezes. Quando você estiver acostumada com os exercícios, alterne contrações lentas com uma série de 10 apertões rápidos (contrair e soltar), depois repita o exercício, mas lentamente. Repita o maior número de vezes possível ao longo do dia. Você pode fazer esse exercício quando estiver assistindo TV, trabalhando no seu computador ou em pé no chuveiro. São super discretos, ninguém irá saber que você está se exercitando.
Perder xixi não é normal. Se isso começar a acontecer com frequência, procure um médico ou um Fisioterapeuta especialista na saúde da mulher Por falta de informação ou até por vergonha, muitos indivíduos partem direto para o uso de fraldas ou absorventes. Este problema destrói a qualidade de vida e pode ser resolvido, às vezes sem intervenção cirúrgica.
Gostou desta informação ? Curta e compartilhe com seus amigos.